WORKSHOP DE ILUMINAçãO E DESENHO DE LUZ – DE 21 A 25 DE FEVEREIRO

desenho de luz

De 21 a 25 de Fevereiro: das 16h00 às 20h00
Curso Profissional Artes do Espectáculo – Interpretação (2º e 3º anos FCT)
Curso Profissional Intérprete Dança Contemporânea (1º , 2º e 3º anos extra-curricular)
Curso Profissional Artes do Espectáculo – Interpretação (1º ano extra-curricular)

Auditório do Centro das Artes
Formador: Daniel Worm

1. O Formador Daniel Worm iniciou a sua carreira profissional como electricista de cena, na equipa do Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian onde fez várias digressões pelo continente e Madeira com o Ballet Gulbenkian. Integrou a equipe Técnica do Serviço ACARTE desempenhando iguais funções. Neste Serviço colaborou em diversos tipos de espectáculos Nacionais e Estrangeiros, de Teatro, Dança, Marionetes, Mímica, Ilusionismo, Música Erudita, Música Folclórica, Jazz, Performing Art, Espectáculos Multimedia e Desfiles de Moda. Foi responsável pela coordenação técnica do Teatro Nacional S. João, depois de aqui ter ocupado o cargo de Director Técnico entre 1993 e Janeiro de 1995. Foi também Director Técnico do Festival Internacional PO.N.T.I.97. Durante o ano 1998 colaborou com a Expo98 como Director Técnico-Adjunto no Festival dos Cem Dias e depois no Teatro Camões.

2. Trabalhou com diversos Iluminadores dos quais se destaca as Assistências de Iluminação a Orlando Worm nos espectáculos “Mandrágora” encenado por Ricardo Pais para o grupo de Teatro a Escola da Noite em Coimbra (1993) e “As Bacantes” encenado por Fernanda Lapa para VIII Encontros ACARTE (1995).

3. Depois de 1998 é Iluminador de espectáculos Freelancer e colabora regularmente com o Teatro da Cornucópia, Teatro Praga e Truta Teatro. Durante o mesmo período, colaborou com a Fundação C. Gulbenkian e com o Fórum Dança na formação de Coreógrafos e Produtores na área da iluminação.

4. A Iluminação e o Desenho de Luz são áreas de formação técnica fundamentais para o teatro e para a dança, sendo imprescindível os alunos receberem formação técnica consistente para valorização dos exercícios de interpretação e espectáculos de dança ao longo do curso e, em particular, para a concepção de projecto e desempenho nas Provas de Aptidão Profissional. A experiência e actividade profissional do formador constituem factores de aproximação ao mercado de trabalho importantes, uma vez que se trata de um projecto de Formação em Contexto de Trabalho.

Artigos Relacionados